Blog

NIT

NIT

REPORTAGEM

Os números acompanham-na desde sempre. Formada em Economia, Sílvia Campos trabalhou quase toda a sua vida na área financeira. O que faltava? “Criatividade”, sublinha à NiT.

Foi a falta dessa vertente criativa que a motivou a procurar um escape, que encontrou no curso de Design de Moda, que finalmente concluiu em setembro de 2020. Com tudo o que precisava, era então altura de aventurar no sonho.

Ao fim de alguns meses de preparação, nascia então a INEZROSA, a marca própria de roupa feminina que, diz, tem como objetivo “ajudar as mulheres a conseguir o look perfeito todos os dias”. “É uma marca de slow fashion, isto é, ao contrário das fast fashion de produção em massa, é dada prioridade à qualidade, sempre com uma preocupação ambiental e responsabilidade social.

A inspiração, recorda, terá começado ainda em criança, em casa da avó. “O sonho talvez tenha começado de forma inconsciente, nos meus primeiros anos de vida. A minha avó era modista e eu ficava fascinada com a magia que ela fazia com os tecidos”, conta a empresária de 38 anos.

Todas as peças são desenhadas por si, até mesmo os padrões impressos nos tecidos que servem de matéria-prima a tops, blusas, saias e vestidos. De acordo com o princípio da marca, a produção é toda feita em pequena escala, numa confeção no norte do País.

“Tem sido compensador poder decidir tudo com calma e diretamente com quem executa as peças”, explica.

A versatilidade é outra das linhas mestras da marca, sempre com uma preocupação em permitir que as diferentes peças “possam integrar diferentes estilos de outfit”. “Podem usá-las no dia a dia, num evento ou numa cerimónia, basta conjugar com os acessórios certos.”

A primeira coleção inspira-se em Hong Kong, com um total de 30 peças, divididas em quatro temas: a Pure&Soft para tons claros; a Fashion Black para pretos e estampados escuros; a Summer Vibes para cores vibrantes; e a Candy Colors para cores suaves e estampados nos mesmos tons. Os preços das peças variam entre os 79€ e os 227€.

Apesar dos obstáculos impostos pela pandemia, Sílvia Campos admite que tem sido desafiante. “Por diversas vezes a produção esteve parada, por falta de matérias-primas, por motivos de isolamento. Mas acabou por ser positivo: passar muito tempo em casa permitiu desenvolver todo o projeto de uma forma muito mais consciente e harmoniosa.”

As peças estão todas disponíveis no site oficial da INEZROSA, embora Sílvia tenha também um atelier em Vila Nova de Famalicão, onde atende clientes apenas por marcação.

 

 

 

https://www.nit.pt/compras/lojas-e-marcas/inezrosa-marca-de-roupa-que-quer-faze-la-sentir-se-especial-todos-os-dias


Site Seguro
×